CRIE SUA CONTA NO FACEBOOK E JUNTE-SE A NÓS

Loja Virtual

O Recanto da Beleza no eshops Mercado Livre

Click Aqui e Visite O Recanto da Beleza

Perfumes Importados e Nacionais - Maquiagens e Cosméticos - Presente Para data Comemorativa

Todos os Produtos em até 12x Sem Juros.
Pronta Entrega Para Todo Brasil.

Aqui Você Pode Comprar Sem Medo.

OS BENEFÍCIOS DA MÚSICA PARA SAÚDE

Pesquisas mostram os benefícios da música para saúde.

A música tem duas diretrizes: ela pode levar à depressão, mas também pode ser utilizada para o bem-estar pessoal. Ela leva a depressão quando tem uma mensagem negativa e deprimente.

A musicoterapia, por exemplo, utiliza a melodia como mecanismo para a reabilitação de pacientes.

É comprovado cientificamente que a musicoterapia causa efeitos no corpo, melhorando a respiração, o emocional, o raciocínio lógico e as estruturas cardíaca e muscular.

Pacientes com Mal de Alzheimer, infarto, paralisia cerebral e autistas são os que mais têm procurado essa forma de tratamento, segundo a especialista. “A musicoterapia se mostra como uma das ciências que têm o maior resultado com pacientes autistas”, ressalta ela.

Segundo especialistas, a música pode ajudar no tratamento de algumas condições de saúde.

A música é usada para tratar doenças desde a Antiguidade, mas os primeiros artigos sobre os efeitos dela no corpo humano foram publicados apenas no século XVIII. Desde então o assunto vem sendo estudado no meio científico, mas sem grandes descobertas.

Hoje em dia já se sabe que melodias agradáveis induzem a liberação de substancias no corpo que causam sensação de prazer e bem estar. Mas aparentemente ainda existe muito para ser estudado sobre o efeito da música nas pessoas.

A música no tratamento de vítimas de derrame cerebral

Recentemente foi descoberto por um grupo de neurocientistas da Universidade de Helsinki na Finlândia, que até mesmo vítimas de derrames cerebrais podem ser beneficiadas com o uso de melodias. Ao constatarem que elas estimulam o sistema nervoso das pessoas, eles perceberam que a música ativa várias áreas do cérebro simultaneamente, até mesmo aquelas danificadas pelo derrame, acelerando o processo de recuperação.

A descoberta foi feita através de um experimento relativamente simples. Cerca de 60 pacientes que haviam tido um derrame foram separados em 3 grupos. O primeiro foi orientado a escutar música, o segundo a escutar livros gravados em fita e o terceiro recebeu apenas o tratamento comum.

Depois de três meses de experimento os especialistas perceberam que a memória verbal do grupo que escutou música melhorou 60%. Já os que escutaram livros gravados 18% e 29% dos que estavam apenas fazendo o tratamento tradicional.

Também a habilidade de resolver conflitos foi diferente entre os grupos. Não houve evolução no segundo e no terceiro, mas no dos pacientes que escutaram música regularmente houve uma melhora de 17%.

Com resultados tão expressivos, o experimento comprova que escutar música no tratamento das seqüelas de um derrame pode ajudar na recuperação do paciente e prevenir a depressão.

A música ajudando a aliviar as dores crônicas

Além do derrame, também as dores crônicas são tratadas com música. Uma pesquisa feita em 2006 nos Estados Unidos pela instituição “Cleveland Clinic Foundation”, descobriu que pacientes tratados com melodias tiveram uma redução 21% maior nas suas dores que os que não ouviam música.

A maioria das 60 pessoas que participaram do experimento relatou que a dor que sentiam antes da musicoterapia atingia várias partes do corpo e era ininterrupta. Todos tinham doenças como a osteoartrite, problemas de hérnia de disco e artrite reumática há mais de 6 anos.

A música como analgésico na recuperação pós-cirúrgica

Essa descoberta se relaciona diretamente com um estudo feito por um residente médico de Harvard, Claudius Conrad. Nele, o residente sugere que a música pode exercer efeitos sedativos e até mesmo a cura por meio da estimulação de um hormônio.

No último mês de dezembro, Conrad publicou um artigo no jornal “Critical Care Medicine”, que revela uma resposta fisiológica à música em pacientes que estavam em tratamento pós-cirúrgico. Ao escutarem Mozart depois que o efeito dos sedativos não agia mais, eles tiveram um tipo de aceleração no hormônio pituritário de crescimento, que é determinante para acura de enfermidades.

A conseqüência disso foi uma redução na pressão sanguínea e nos batimentos cardíacos dos pacientes. Além disso, houve uma menor necessidade deles usarem analgésicos e houve uma queda em alguns dos principais hormônios ligados ao estresse.

Considerando que todas essas descobertas ainda são muito recentes para os parâmetros científicos, a música ainda interpreta um papel coadjuvante na ciência e no tratamento de doentes. Apesar disso, tudo indica que os pesquisadores ainda aprenderão muito com as melodias.

Fonte: bancodesaude.com

3 comentários:

Missionária Bella Dourado disse...

Eu amo música!

Faço minhas caminhadas sempre escutando seja gospel ou uma boa música secular~.

Dizem "Que o Senhor habita nos meios dos louvores"

Sabemos que louvar a Deus são todos os atos praticados com eta finalidade, mas neste caso as vezes sou tendenciosa e me deixolevar essencialmente pela música.

Amei o tema, valeu bjs
Abençoada semana

Obr, Ana carla cardoso disse...

olá Dna achei o blog da sr muito interessante.. diferente os artigo fortes,, esse musica para saúde é muito forte, realmente tem musica que é uma remedio para nosso Espirito nos renovas e nos fortalecer a cada palavra..


vou deixa aki o link do meu blog
Mulher de Fé nada Teme
www.nyacardoso.blospot.com

na Fé

Pastor Júlio Fonseca disse...

Parabéns pelo site e pelas matérias, que Deus continue te usando para evangelizar!!!
Ida Gospel – Deus é nosso pastor

AVISO SOBRE DIREITOS AUTORAIS. Todos direitos reservados. Você não pode copiar, distribuir, exibir, executar, TEXTOS OU MENSAGENS DESSE BLOG sem que seja dado crédito ao autor.

Arquivo do blog

" Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos." Salmos 119:105.

HOME

Disse Jesus : "...Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida."(Jo.8:12).

Translate